História


É com enorme satisfação que recebemos a honraria de “tentar” escrever a História da Nossa Entidade, atualmente denominada de Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD – Regional de Taubaté). De forma alguma poderíamos supor que em simples palavras e descrições pudéssemos expor toda a grandeza de uma Instituição com quase 70 anos de vida, fundada e mantida com o auxílio e participação de toda a Classe Odontológica, com profissionais espetaculares, que também possuem histórias brilhantes.

Estaremos aqui apenas declarando nossa interpretação de fatos e momentos históricos, com as ações indubitavelmente exemplares de pessoas que escreveram tão precocemente a História da Odontologia, de Nosso Município e de Nosso Brasil. Não se tem o intuito de expor tudo e todos os atores, mas apenas apresentar cronologicamente alguns momentos que demonstram a real importância desta Entidade, com atuações de extrema coragem em Defesa da Odontologia, de todos os cirurgiões-dentistas, principalmente seus renomados Sócios, senão vejamos:

A APCD – TAUBATÉ foi fundada em 31 de março de 1943 com a denominação de Associação dos Odontologistas de Taubaté, com sua primeira sessão para aprovação dos Estatutos em 31 de março de 1943, na sede da Associação dos Empregados do Comércio de Taubaté. Nesta sessão, foram aprovados diversos itens, dentre eles, as finalidades da instituição, as quais foram definidas e seguidas por todos os profissionais que de alguma forma participaram em toda a sua longa história:

“a) Promover o congraçamento dos profissionais odontologicos do Vale do Paraíba;
b) Elevar o nível cultural, científico e social da classe, por meio de reuniões, conferencias, exposições, etc.;
c) Organizar um serviço informativo de interesse profissional dos associados;
d) Manter bibliotéca especializada em assumptos referentes à Odontologia para consulta e manuseio dos sócios;
e) representar a classe junto aos poderes públicos.”(*)

Ainda, nesta sessão, definiu-se o pagamento de uma mensalidade de CR$ 10,00 (dez cruzeiros) a todos os sócios e uma jóia de CR$ 50,00 (cincoenta cruzeiros) aos sócios que são os denominados sócios fundadores, sendo estes determinados conforme presença nesta sessão, da qual participaram os seguintes eméritos colegas:

  • Altino Simonetti
  • Gastão Martins de Oliveira Campos
  • Joaquim de Carvalho Filho
  • Henrique Bittencourt
  • Luiz Gonzaga Dias Cardoso
  • Lauro Fernandes
  • Raphael Braga Junior
  • Olympio de Castro Paes
  • Antonio Faria Sobrinho
  • Nicolau Moassab
  • Ascendino de Almeida
  • Julio Jambeiro Gomes
  • Euclydes Mendes Martins
  • Jacintho Lopes
  • Benedito Rodrigues dos Santos
  • Antonio Ferreira Pinto
  • José Freire
  • Ruben Camara Leal Barros

As primeiras eleições foram realizadas em 06 de abril de 1943 e os eleitos foram empossados em 22 de abril de 1943 nos salões do Taubaté Country Club, para os seguintes cargos:
Altino Simonetti – Presidente
Ruben Camara Leal Barros – Secretário
Gastão Martins de Oliveira Campos – Tesoureiro

Na posse, o “Dr. Luiz Silva, odontolegista do Serviço de Identificação do Gabinete de Investigações da Polícia de São Paulo e Catedrático de Odontologia da Escola de Polícia do Estado de São Paulo proferiu, acompanhado de seu assistente Dr. Carmelino Scartezzini, a primeira conferencia literária sobre o tema Investigação da paternidade e Odontologia Legal”. E, por proposta do Dr. Jacintho Lopes, a segunda ministrada pelo Dr. Anderson Cavalcanti, sobre dentaduras.(*)

Em sua terceira reunião, em 06 de julho de 1943, debateu-se a questão da remuneração da classe odontológica de Taubaté, donde decidiu-se por unanimidade: “dóravante os odontologistas desta cidade se comprometem a cobrar déz cruzeiros (CR$10,00) por orçamento, consulta ou curativos. Comprometem-se ainda a majorar suas tabelas na proporção de cincoenta por cento para os trabalhos de clínica (extrações, obturações, etc) e de vinte por cento, no mínimo, para os trabalhos em que entre a parte protética.”(*)

Na data de 12 de fevereiro de 1944, na primeira sede da Entidade, alugando a sala 06 do Edifício Miranda, na Praça Dom Epaminondas, Nº 94, foi empossada a nova Diretoria, na qual a sessão foi presidida pelo Prefeito Municipal Sr. Antonio de Oliveira Costa, composta por:
Euclydes Mendes Martins – Presidente;
Ruben Camara Leal Barros – Secretário; e
Nicolau Moassab – Tesoureiro.

Ainda no ano de 1944, mais especificamente em Assembleia Geral do dia 18 de março, aprovou-se “a mudança do título da Associação para o de Associação dos Odontologistas da Vale do Paraíba. Visando tal medida a possibilidade de nossa expansão regional, de que cogitam os nossos estatutos, foi unanimemente aprovada esta parte.”(*)

Na décima terceira sessão ordinária da Associação, realizada aos 16 de setembro de 1944, decidiu-se pela “comemoração do “Dia do Dentista”, para a qual, ficou resolvido que anualmente será feito uma semana de palestras populares através das ondas da Radio Difusora local. Para estas palestras em prol da população, incumbiram-se: dia 28. Dr. Jacinto Lópes; 29. Dr. Nardy Pereira da Silva; 30, Dr. Altino Simonetti; 1º de outubro, Dr. Cursino dos Santos; 2, Dr. Ruben C. L. Barros e 3, encerramento, Dr. Euclydes M.Martins; respectivamente sobre os temas: Higiene bucal, Cuidados post-operatorios nas extrações, Influencia dos dentes sobre a saúde, Fócos de infecção dentaria, Tratamento dentário da criança e Erupção dos dentes de leite e seus efeitos.”(*)

Em 15 de maio de 1945, mais uma ação histórica foi tomada pela Entidade, em favor da classe odontológica, para a qual se resolveu “O Doutor Presidente inteira a casa, as providencias que deveriam ser tomadas quanto aos que ilegalmente exercem a profissão, junto a autoridade competente, sendo, pelo consocio Doutor Luiz G. Dias Cardoso, proposto que, para ressalva da Diretoria, deveriam os sócios subscreverem um memorial à Diretoria autorizando-a tomar as providencias necessárias para por termo ao charlatanismo que impera na cidade.”(*)

Em 09 de outubro deste mesmo ano em Assembleia Geral Extraordinária definiu-se a base territorial da Entidade compreendida entre as cidades de Mogi das Cruzes e Queluz.

Já em 11 de setembro de 1951, em sua nova sede, à Rua Marques do Herval, a Associação apresenta, por intermédio do consócio Benedito Rodrigues dos Santos, na Câmara Municipal de Taubaté a solicitação para que seja reconhecida Entidade de utilidade pública nesta municipalidade, promulgada em 13 de dezembro de 1951, pela Lei Nº 24.

Em 15 de janeiro de 1953, a sede social está na rua Dona Chiquinha de Mattos, 152 e neste local, em 23 de maio de 1962 transformou-se em APCD, através da Assembleia Geral Extraordinária de fundação da APCD – Secção Regional de Taubaté.

Em 24 de abril de 1968 por decisão de Assembleia Geral Extraordinária “ficou estabelecido a escolha do representante dos dentistas de Taubaté, entre estes o Sr. Presidente Dr. José Eny Guimarães Santos, os quais irão à Prefeitura com a finalidade de esclarecimento sôbre a base em que foi realizado o citado impôsto sobre serviços de qualquer natureza. Êstes representantes levarão à Prefeitura Municipal de Taubaté, vários impôstos para comprovação da discrepância em que os mesmos foram realizados.”(*)

A partir de 09 de dezembro de 1976 as Reuniões e Assembleias passaram a ser realizadas na Avendia JK, 350, Edificio Business Center, sala 333, local que em 28 de junho de 1977, em Assembleia Geral decidiu-se: ”Foram aprovadas as seguintes propostas, todas por unanimidade: 1) Dr. Paulo César Carneiro, pedindo que se oficie aos órgãos competentes, para que a Lei 5081, de 24.08.66, seja regulamentada…3) do Dr. Annibal Salgado Frazão, pedindo que se solicite ao Poder Público, mostrando a necessidade de uma fiscalização mais efetiva, nomeando novos fiscais para o Serviço de Fiscalização do Exercício Profissional.”

Em 12 de agosto de 1980, as reuniões passaram a ser realizadas na Rua Visconde do Rio Branco, 461, 4º Andar, sala 408, Edifício Andrea Parodi (adquirida em janeiro de 1972), na qual em 11 de novembro, a Diretoria aprovou a proposta do Projeto “Criança Feliz”, conforme segue: “O Sr. Presidente passou a palavra ao Dr. Luiz Fernando Almeida Candelária que apresentou aos presentes um Plano de Atendimento às crianças carentes, que consistiria em atender “ad perpetum” uma criança…”.(*)

Já em 28 de maio de 1982, aprovou-se “Uma verba no valor de Cr$25.000,00 foi liberada para aquisição de uma placa que será colocada na sala do Diretório Acadêmico, com o nome do nosso saudoso ex Presidente Dr. João Cândido de Souza como justa homenagem a quem tanto trabalhou para grandeza e dignidade da profissão.”(*)

Em 08 de fevereiro de 1983, “o Dr. Nivaldo Zollner solicitou a palavra… e comunicou aos presentes os fatos relativos aos cursos de Especialização a serem instalados conjuntamente com a UNITAU e da necessidade de se nomear uma comissão exclusivamente para gerir os trabalhos dos referidos cursos.”. Fato que se consolidou em 03 de maio de 1984, “receber e arquivar cópias do contrato de realização de Curso de Especialização em Endodontia, firmado com a UNITAU.”(*)

Em 26 de setembro de 1985, “o Dr. Nestor Estéfano de Oliveira comunicou haver comparecido à Reunião Distrital das Associações do Vale do Paraíba, representando nossa APCD, com a finalidade de discutir sobre o movimento a ser feito para solicitar a não abertura de novas faculdades de Odontologia…”, antecedendo o ofício do Conselho Federal de Odontologia nº412 de 22/02/86, “pedindo a proibição e abertura de novas Faculdades de Odontologia no país pelo período de dois anos…”(*)

Em 29 junho de 1987 efetivou-se a compra de uma nova sede, mais ampla, na Rua Dr. Emílio Winther, 544, onde em 21 de outubro de 1988 todas as reuniões passaram a ser realizadas e na qual, lançou-se em janeiro de 1992, o primeiro Jornal da Entidade. Ainda, nesta sede, em 28 julho de 1992, houve a união efetiva das ações do CROSP e da APCD – Regional de Taubaté, com a instalação da Seccional do Conselho de Odontologia, demonstrando a afinidade destas duas Entidades.

Em 03 de junho de 1996 como mais uma ação em defesa da classe, a Diretoria decidiu e registrou em ata que “fica resolvido que esta regional entrará com ação contra o Estado no que se refere ao pagamento de taxa de raio-x e taxa de consultório odontológico.”(*)

Em 07 de outubro de 1996 decidiu-se pela “compra de um terreno no Loteamento Taubaté-Village, quadra C, lote 7…”(*), local este que passou a ser utilizado para reuniões da Entidade em 15 de agosto de 2001 e, definitivamente como a sede da entidade de 13 de março de 2007 a 01 de julho de 2011, data na qual passou-se para a atual sede na Rua Rebouças de Carvalho, 156.

(*)acentuações, pontuações e concordâncias conforme descritos nos originais.

SOB NENHUMA HIPÓTESE, NESTAS PEQUENAS DECLARAÇÕES DESCRITAS ACIMA PODERIA-SE SUPOR QUE TODA A HISTÓRIA DESTA INSTITUIÇÃO PODERIA SER DESCRITA TÃO RESUMIDAMENTE, MAS PODE DAR UM EXEMPLO DA IMPORTÂNCIA DE QUE QUANDO O SER HUMANO PARTICIPA EM GRUPOS, EM UMA PEQUENA SOCIEDADE TERÁ SEMPRE MAIS EFETIVIDADE E ÊNFASE NAS SUAS REALIZAÇÕES DO QUE ISOLADAMENTE, COM FORÇA E ESTRUTURA PARA MUDANÇAS NO MUNDO COMO UM TODO.