Tiradentes: uma inspiração para Odontologia


O inconfidente mineiro Joaquim José da Silva Xavier, que viveu entre 1746 e 1792, é uma das maiores figuras da história nacional e da Odontologia. Recebeu a alcunha de Tiradentes por sua atuação como cirurgião-dentista, cujo prestígio ecoa até hoje entre os membros da classe odontológica. Para o ofício, dedicou a sua vida. Reconheceu-se sua contribuição na luta pela liberdade do Brasil, fato histórico pelo qual é conhecido.

Tiradentes avançou na Odontologia na ausência de ferramentas ou técnicas para realizar diagnósticos precisos, logo, as extrações dentárias eram corriqueiras e realizadas de forma amadora, sem anestesia e com instrumentos rudimentares.

Ainda que nesse contexto, a habilidade do cirurgião-dentista para retirar dentes era notória e visionária. Com os seus trabalhos dedicados à Odontologia, Tiradentes foi o precursor de ações voltadas à saúde bucal, reconhecendo, desde então, que o bem-estar é parte indissociável desse processo. Além disso, levou a Odontologia para os rincões do País ao ser também um cirurgião-dentista itinerante, fazendo com que a profissão ganhasse visibilidade.

Os esforços de Tiradentes dentro e a favor da Odontologia continuam a servir de inspiração para a classe odontológica buscar avanços em diversas frentes da área, fomentando o espírito de luta por ética, valorização e formação de qualidade na Odontologia.

Hoje, mais de 280 mil cirurgiões-dentistas atuam no Brasil. Só no estado de São Paulo, são cerca de 90 mil, tornando-se referência internacional quando o assunto é saúde bucal.

Somente com o fortalecimento da profissão e das instituições que representam a classe odontológica em todas as esferas da sociedade, como o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, conquistas importantes serão alcançadas.

Marcos Capez – presidente do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP)

Sobre o CROSP – O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) é uma autarquia federal dotada de personalidade jurídica e de direito público com a finalidade de fiscalizar e supervisionar a ética profissional em todo o Estado de São Paulo, cabendo-lhe zelar pelo perfeito desempenho ético da Odontologia e pelo prestígio e bom conceito da profissão e dos que a exercem legalmente. Hoje, o CROSP conta com 115 mil profissionais inscritos. Além dos cirurgiões-dentistas, o CROSP detém competência também para fiscalizar o exercício profissional e a conduta ética dos Técnicos em Prótese Dentária, Técnicos em Saúde Bucal, Auxiliares em Saúde Bucal e Auxiliares em Prótese Dentária. Mais informações: www.crosp.org.br

Os comentários estão desativados.